A atriz considera que a ação iria prevenir muitos problemas.

Jennifer Aniston considera que as redes sociais poderiam pois melhorar se houvesse um limite de idade para as usar.

A estrela lamentou a obsessão que existe mo entanto hoje em dia pelos telemóveis e o mundo virtual, achando, por isso, propositada a possibilidade de espaços como o Facebook ou o Instagram terem regras restritas, tal como existe, por exemplo, relativamente à compra de tabaco ou à possibilidade de conduzir.

“A maioria do consumo feito pelas pessoas é no ecrã [do telefone], algo que me intriga. Se não podes conduzir até aos 16 anos e não podes beber até teres 21, porque é que haverias de ter autorização de teres redes sociais? Ter uma distração que te impede de aprender a estares em contacto com as pessoas?”, refletiu.

Para além disso, a celebridade de 50 anos odeia as comparações que entretanto são feitas nas redes sociais.

Questionada pela revista Variety se deveria haver um limite de idade específico para o uso das redes sociais, a mesma disse: “Não sei. Não tenho filhos. Apenas sei que observo os filhos das minhas amigas e eles estão a ter problemas por causa das redes sociais”, dando ainda conta que a saúde mental das pessoas está a ser prejudicada por causa disto.

“Quem me dera que removessem os likes. Para que é que precisam deles? Porque é que precisamos de uma secção de comentários onde os ‘trolls’ sem vida tentam magoar as pessoas?”, concluiu, por último.